O que significa major e indie?

O que significa major e indie?

O cenário da música pode ser dividido em dois: major e indie. O primeiro, são os “mainstream”, esses são os que compõem o show business. Já o segundo, é mais conhecido como independente. Você já sabe mais ou menos de qual grupo você faz parte? Se você for um músico independente, não se preocupe, você também pode ser reconhecido pelo seu trabalho e se seu sonho for entrar no show business, saiba que não é impossível. Ambos têm seu lado positivo de negativo, ao longo do texto iremos te mostrar isso.

O que é major?

Vamos começar pelos majors. Os majors são todas as gravadoras ou distribuidoras que dependem do oligopólio dos grandes conglomerados. Atualmente, as majors do cenário mundial são quatro: Universal, Sony, EMI e Warner. Talvez essa seja uma grande desvantagem, o mercado é mais fechado e os artistas dependem da opinião dos investidores – que são milionários – para lançar ou não uma música ou álbum, para se vestir e comportar. Então, muitos desses artistas não têm autonomia de fazer trabalhos mais autorais e pessoais.

Mas a grande vantagem de estar dentro desse grupo é que os majors conseguem ter um alcance muito maior de pessoas, enquanto os independentes têm um público mais restrito. Os majors faturam muito mais e tornam-se celebridades conhecidas no mundo inteiro.

Leia: Sucesso na música sem dinheiro

O que é indie?

Já os independentes são aqueles que não precisam de investimentos externos para a produção e distribuição. São os “faça você mesmo” (DIY). Não são, obrigatoriamente, do gênero rock, a música independente pode ser de qualquer gênero. Segundo os dados da International Federation of the Phonographic Industry (IFPI), 93% da música mundial é independente. A justificativa para essa maioria se dá, porque o mercado business da música está sofrendo um momento de reestruturação e as oportunidades para artistas indies só cresce.

Leia: DIY Marketing Musical Digital

A diferença entre major indie

A principal diferença entre major e indie é que as gravadoras independentes são especializadas em nichos e se preocupam mais com o nível técnico de produção e os majors são mais preocupados com a produção do CD em si. Porém, o major e indie não são, necessariamente, forças contrárias, mas complementam-se.

Os independentes só tendem a crescer. Com a popularização da internet e do streaming, eles se tornaram mais autônomos, porque agora podem produzir a si mesmos e distribuir seu trabalho pelo mundo inteiro.

A tendência é que a descentralização dos majors continue. Cada dia, mais pessoas conhecem e têm acesso a mais conteúdo fonográfico indie. Grandes festivais ocorrem no mundo inteiro, além de eventos com premiações. A verdade é que a música independente nunca foi tão valorizada.

De onde vem os recursos dos indies

Uma forma alternativa de obter recursos para a elaboração de um trabalho é o crowdfunding. Mas o que é crowdfunding? crowdfunding é um financiamento coletivo que pode ser feito dentro de plataformas próprias para isso, com o Kickante. Temos uma postagem que ensina a usar a ferramenta e mostra alguns casos de sucesso na música, você pode ler Você sabe o que é Crowdfunding?

Se você é um músico independente e gostaria de saber mais como conseguir os recursos necessários para produzir um trabalho, como ter um investidor ou como fazer sua carreira deslanchar no Youtube, Facebook ou plataformas de streaming, não deixe de conhecer nossos treinamentos exclusivos.

Temos, também, algumas postagens que podem te ajudar a usar todas as ferramentas que estão ao seu alcance. Cresça na sua carreira musical utilizando recursos do seu dia a dia e gastando pouco dinheiro.

Camilla Aimée Barros
Camilla Aimée Barros
Jornalista, falante e comunicadora. Encantada com o poder do marketing e em como ele pode mudar negócios e carreiras.

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *